Ads 468x60px

Chapter #089 - Metal Gear Solid


Capítulo 89 da saga Mario Verde e aproveitando o embalo de que ontem foi aniversário de 15 anos deste game, falaremos dele então, Metal Gear Solid! Lançado em 1998 para Playstation, desenvolvido pela Konami, um dos melhores games de espionagem de todos os tempos, sua franquia é muito aclamada pelos gamers e seus jogos são simplesmente perfeitos e cheios de estratégias de espionagem. Gráficos lindos para a época, a jogabilidade era fantástica, tudo isso unido a uma trilha sonora impecável, mantendo o clima tenso que se espera em um game de espionagem.



A história do game segue uma sequência direta de seu antecessor lançado para Nintendinho, Metal Gear 2: Solid Snake. Se passa no futuro, no ano de 2005 (leia-se futuro pois foi lançado em 1998), a trama se foca no personagem principal do jogo, Solid Snake, um soldado ex-aposentado que se infiltra em uma instalação de eliminação de armas nucleares para neutralizar uma ameaça terrorista. A missão de Snake é resgatar 2 reféns, além de enfrentar os terroristas impedindo-os de um ataque nuclear. Ao chegar no destino, Solid Snake vê Liquid Snake partindo em um helicóptero, Liquid seria como um 'irmão-gêmeo' genético de Solid.

A história é repleta de reviravoltas e momentos dramáticos, com a participação de vários personagens que aparecem para ajudar, ou atrapalhar sua missão, cada personagem desses com sua própria história. Por ser tão complexa é considerada por muitos fãs da série como sendo a melhor história de todos os games da série. A melhor coisa sobre o game é que os personagens são realmente memoráveis, eles formam uma conexão com o jogador, como suas emoções são retratadas, isso é fantástico, pois é bem difícil citar outros games que tratam o enredo tão bem assim.

A história é tão complexa que fica meio complicado fazer uma narrativa curta, o ideal mesmo é jogar e sentir na pele toda a emoção que Metal Gear Solid nos propõe, o fato mais curioso é que em determinadas partes do jogo você não faz mais ideia de quem são seus aliados, e quem são seus inimigos.


A jogabilidade de Metal Gear Solid é sensacional, são inúmeras as possibilidades, muitas das vezes se faz necessário Snake andar com cautela para não chamar atenção dos inimigos, andando sorrateiramente, engatinhando, ou até mesmo se disfarçando de caixa e outras coisas mais, para poder aparecer por de trás do inimigo e pegá-lo desprevenido, outro fato interessante é o jeito que você irá eliminar o inimigo, você pode matá-lo, porém isso irá fazer barulho e com certeza chamará atenção de outros inimigos que aparecerão pra te atrapalhar, ou você pode também estrangulá-los deixando-os inconscientes, isso é bem útil as vezes, ou seja, o game é cheio de estratégias, em que você terá que decidir quais e como deverá utilizar.

Além dos terroristas inimigos, os cenários são repletos de câmeras de segurança que poderão entregar facilmente a localização de Solid Sneke, fazendo-se mais necessário ainda suas incríveis habilidades de espionagem. A utilização das armas são bem realistas pra época, por exemplo na hora de mirar com um rifle, a câmera fica balançando conforme a respiração do personagem, algo extremamente fantástico para um game da época.

Há também uma enorme variedade de itens que poderão ser utilizados durante a missão, desde binóculo de visão noturna e calor, caixas, armaduras entre outras coisas, quando zera o game cumprindo alguns requisitos você adquire um item bem maneiro, que deixa Solid Snake invisível!



Há também uma quantidade razoável de chefes que irão atrapalhar bastante a sua jogatina, o game em si não é muito difícil, mas a forma com que ele deve ser jogado é que o torna um pouco mais complicado, provavelmente novos gamers encontrarão muita dificuldade até mesmo no guardas comuns, quem dera nos chefões fodásticos que aparecem durante a missão.

A parte gráfica de Metal Gear Solid é muito boa, devido as limitações do sistema, os personagens ficaram meio quadradões, mas nada que atrapalhe a beleza de um game repleto de detalhes, com cenários muito bem trabalhados, cada ambiente foi feito com muito capricho, e da pra notar as impressionantes características que não se nota em outros games da época.

A parte sonora do game é magistral, as músicas intensas dão uma mistura de sensações entre ação e cuidado, que o gamer terá que ter durante todo o jogo, faixas memoráveis como a musica tema de encerramento por exemplo, que ficará na memória dos gamers mais fanáticos por muitos e muitos anos. Durante o game todo você não terá momentos de tédio, os efeitos sonoros também são espetaculares e se encaixam como uma luva no game todo, somando tudo isso a perfeita dublagem do jogo, tanto a original japonesa quanto a americana ficaram perfeitas, uma combinação perfeita mais do que justa para um game tão... perfeito.


Além de tudo isso, o game conta com dois finais diferentes, dando um ponto alto para o gamer jogar novamente, além da trama original, existem uma série de missões aonde você basicamente estará treinando para a missão final, é bem complicadinho completar essas missões. O game não é muito cumprido, então quando você for jogar, não terá que se preocupar com o tempo que você vai gastar, e com certeza será uma experiência digamos, doce.

Metal Gear Solid é uma obra prima que elevou o modo espionagem para um nível totalmente diferente com um game muito inovador, um jogo com uma trama tão complexa e fantástica como essa realmente merece um destaque bem positivo.

O game também recebeu um Remake para Game Cube em 2004, com melhorias gráficas e algumas modificações na jogabilidade, pra quem ainda tem Game Cube também é legal conferir esta versão.

Confira agora o gameplay dessa obra prima:


E é isso aí pessoal, esse foi capítulo de número 89 da saga Mario Verde, falamos sobre Metal Gear Solid de Playstation! Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Confira outros Games Clássicos que você poderá gostar também!