Ads 468x60px

Chapter #106 - Kiss: Psycho Circus - The Nightmare Child


Nome do jogo: Kiss: Psycho Circus - The Nightmare Child
Desenvolvedora: Third Law Interactive
Gênero(s): Tiro em 1ª pessoa, Ação
Modos de jogo: Single Player, Multiplayer
Ano de lançamento: 2000
Plataformas: PC, Dreamcast

Mais um capítulo da saga Mario Verde, capítulo de número 106, e o game de hoje é o game da banda mais quente do mundo, Kiss! É claro que estamos falando de Kiss: Psycho Circus - The Nightmare Child, lançado para PC E Dreamcast no ano de 2000, game feito principalmente para divulgar o albúm Psycho Circus da banda. O game em 1ª pessoa conta com gráficos razoáveis, uma jogabilidade comum, uma trilha sonora perfeita, além de fazer claras referências aos quadrinhos do Kiss.



ENREDO:

Psycho Circus era o vínculo natural entre os 4 grandes reinos, Água, Terra, Fogo e Ar. Ambos estando em harmonia seria a única garantia de não libertar a Criança do Pesadelo, uma entidade das trevas que ainda não havia nascido, porém já possuía poder para transformar o universo em um caos completo. A Criança Pesadelo é filho do falecido Senhor dos Pesadelos, que foi morto pelos "Quatro que são Um", os lendários Avataras possuidores das armaduras de Elders, que acabaram dominados pelo mal.

Madame Raven havia percebido o enorme colapso que estava por vir, e decidiu convocar 4 humanos para tornarem-se os novos Avataras, com a missão de restaurar os 4 reinos que estavam sendo destruídos, e assim impedir o avanço da Criança do Pesadelo. Os 4 humanos convocados são ninguém mais, ninguém menos que os 4 integrantes originais da banda Kiss, Paul Stanley, Gene Simmons, Peter Criss e Ace Frehley.

Gene Simmons é contemplado com a armadura The Demon.
Paul Stanley é contemplado com a armadura The Starbearer.
Peter Criss é contemplado com a armadura The Beastmaster.
Ace Frehley é contemplado com a armadura The Celestial.


Cada personagem é incumbido de encontrar os pedaços da armadura, para assim invocar o poder dos Elders, e a partir daí que começa a nossa jornada.


JOGABILIDADE:
 
O foco principal do game é a Ação, desde o inicio até o fim você estará cortando uma grande variedade de monstros, e estourando uns miolos também. Em um ambiente meio tenebroso, você controla um dos membros da banda, coletando itens e armas, desde espadas, machados, até armas de fogo com poderes elementais.

A jogabilidade é bem comum, o jogo não possui uma física fantástica, mas é divertido, chega a lembrar um pouco o velho de guerra Counter Strike, os comandos são fáceis, o que atrai mais o público. Não são muitos os níveis, e o game conta com uma infinidade de monstros e 5 chefes, o mais interessante que a maioria dos monstros tem nomes com referências a banda, seja nomes de músicas, álbuns e afins.


GRÁFICOS:

Os gráficos não são dos mais fantásticos, porém são ricos em detalhes, cores bem definidas que combinam perfeitamente com o ambiente tenebroso em que se passa a história do jogo, além disso, os personágens principais do jogo também tem uma enorme semelhança com os membros da banda, também se não tivessem kkkkk.


TRILHA SONORA E EFEITOS SONOROS:

A trilha sonora do jogo tem seu lado ruim, e seu lado bom... O lado ruim e que não é só Kiss... tem umas outras musiquinhas chatinhas, mas que combinam com o jogo. Já o lado bom, é que tem Kiss, porém não combina com o jogo. Então gera quase que um Paradoxo. Mas é extremamente fantástico um game possuir como trilha sonora músicas da minha banda favorita, então certamente dou nota alta pra trilha sonora.

Quanto aos efeitos sonoros, eles são bons, porém nada de espetacular, são os grunhidos dos monstrinhos, os barulhos de tiros, barulho dos golpes de armas brancas. Tudo certinho dentro dos conformes, porém sem nenhuma novidade.


MODOS DE JOGO:
 
O game conta com o modo principal, aonde você segue a história, além de um modo multiplayer, aonde por exemplo em uma Lan House, cada um escolhe um personagem e partem para um combate massacrante, bem no estilão do CS mesmo.



DICAS:

Durante o game, pressione a tecla "~" e digite os seguintes códigos:

Listar todos os comandos
ListCommands

Modo Deus
invuln

Sem clipping
noclip

Próxima armadura
nextarmor

Armadura anterior
prevarmor

Próximo inimigo
nextmonster

Inimigo anterior
prevmonster

Give All
gimmiegimmiegimmie

Sem alvo
notarget

Virada em modo Fly
espectador

Ver em outros ângulos
chasecam

Aulas de ciclos
cycleplayerclass

Restart
restartlevel
 
 
 
 
 
 


AVALIAÇÃO MARIO VERDE GAMES:

Confira agora a avaliação Mario Verde Games sobre o jogo:


CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Prós: É Kiss! Tem músicas do Kiss! A jogabilidade é fácil, gráficos 3D bem bonitinhos, muito sangue e violência, clima bem sombrio, além da fiel representação dos membros da banda.

Contras: O game torna-se bem repetitivo, não possui nenhum puzzle a ser resolvido, e algumas espécies de inimigos possuem poucas variedades.


RESUMINDO:
 
Game obrigatório pra quem é fã da banda, pra quem não é fã, o game pode ser bem divertido até certo ponto, mas vai chegar algum momento que vai ficar meio enjoativo. Mas de toda forma é um bom jogo, quem não tem Dreamcast, pode comprar a versão para PC, que roda até nos computadores mais antigos, e o jogo é bem barato.


GAMEPLAY:



E é isso aí pessoal, esse foi capítulo de número 106 da saga Mario Verde, falamos sobre Kiss: Psycho Circus - The Nightmare Child de PC! Até mais!

2 comentários:

Confira outros Games Clássicos que você poderá gostar também!